7 COISAS PARA SER MAIS PRODUTIVO NOS ESTUDOS

Atualizado: 24 de fev. de 2021

Estou muito feliz em saber que você está interessado em melhorar os seus estudos. Acredito que de alguma forma você tem um desafio pela frente, seja por precisar passar numa prova, melhorar sua nota, entrar para a faculdade que sempre sonhou ou passar num concurso público. Vou pedir que você leia esse texto com atenção, o que compartilharei pode mudar completamente os seus resultados.


Antes de apresentar essas dicas, quero dizer que tenho mais de 10 anos de experiência como professor e posso assegurar que pouquíssimos alunos estudam. A grande parte dos meus alunos exerce somente o papel de aluno, pois apenas assistem à aula, recebem a informação, consomem as aulas e não necessariamente aplicam o que entenderam. Não são estudantes de fato e por isso têm dificuldades de aprendizagem.


Para ser um bom estudante e mais produtivo em seus estudos é importante que saiba como funciona o cérebro e o aprendizado, ou melhor, quais são as regras do jogo. Seu cérebro não será capaz de assimilar todas as informações que deseja a não ser que informe para ele que a informação é importante. Vou te dar um exemplo, provavelmente você se recorda de situações engraçadas que tenha presenciado numa aula no ano passado. Será que você consegue lembrar exatamente de toda a aula, de todo o conteúdo que o professor estava ensinando? Provavelmente dirá que não se lembra, mas como pode isso?


É simples, você disse de alguma forma para o seu cérebro que aquela situação era importante. Provavelmente reviveu aquela cena durante o dia, se permitiu rir novamente e quem sabe chegou a contar para outra pessoa. Está claro para você? De alguma forma você estudou, reviu a situação e ainda ensinou para outra pessoa. Esse é o segredo de sucesso para todo o bom estudante: estudar logo após a aula. Isso mesmo, logo após a aula, no mesmo dia que você recebeu a informação é fundamental que repita aquele conteúdo; estude-o. Coloque em sua mente a seguinte frase – aula dada, aula estudada hoje!


Agora, sabendo a regra do jogo – aula dada, aula estudada hoje! Vou especificar as principais dicas que quero compartilhar com você.

1. Tenha um objetivo claro

Para que você seja mais produtivo é importante ter um objetivo. É preciso que seja um objetivo a curto prazo, pois seu cérebro precisa saber que seu esforço tem uma razão de existir. Essa razão não pode ser a longo prazo, pois isso poderá desanimá-lo.

Eu sei que você quer passar no Enem, passar num concurso público, mas, para isso, terá que ser capaz de compreender a aula que acabou de assistir. Não estou compartilhando uma receita, apenas, mas explicando para você como funciona o cérebro e como deve usá-lo para ter bons resultados.

Ter um objetivo claro vai ajudá-lo a planejar seus estudos, respeitando o seu ritmo e as horas que você tem disponível para executar essa atividade. Lembre-se que o planejamento precisa estar alinhado com as aulas que você costuma ter.

Vou lhe dar um exemplo: pegue as aulas que você teve pela manhã e repita esse mesmo cronograma à tarde, dedique pelo menos 1 hora diária para rever o conteúdo e cumpra esse objetivo. Com certeza você será mais produtivo, pois terá constância.

2. Esteja off-line

Vivemos no mundo do online, estamos conectados o tempo todo e sendo bombardeados por informações. O problema é que informação demais não ajuda em nada. Para que você consiga cumprir seus objetivos é fundamental que se desligue de tudo. É comum ouvirmos que a atual geração é mais inteligente, pois recebe mais informações desde cedo. Que engano! Não adianta ter tantas informações sem saber o que fazer com ela.


Não pense que você é capaz de se concentrar em duas coisas ao mesmo tempo. Seu cérebro não funciona assim. Quando você permite dividir sua atenção em mais de uma coisa é certo que não fará nenhuma delas com a melhor capacidade cognitiva disponível.

A recomendação é que escolha um horário para estudar todos os dias. Lembre-se, a aula dada precisa ser estudada hoje. Esse momento precisa ser reservado, sem interrupções.


Desligue os aparelhos eletrônicos, desconecte-se de todas as outras coisas e estude.

Caso vá utilizar a internet para alguma consulta faça isso desativando notificações de aplicativos de conversa. Seja muito criterioso se for usar a internet para não perder sua concentração.

3. Crie o hábito da leitura

Muitos alunos apresentam grande dificuldade em criar um hábito de leitura, provavelmente por ainda não terem descoberto o prazer na leitura. Na verdade, muitos alunos odeiam ler. Isso só pode ser explicado pelo fato deles nunca terem descoberto um livro que gostem de ler. Leitura é questão de gosto. Existem milhares de livros escritos e pelo menos um você tem que gostar de ler. Vou te dar uma dica: pegue um livro e comece a ler, caso não se interesse deixe esse livro de lado e pegue outro, até que encontre um livro que te prenda, ganhe sua atenção e que você queira saber o seu final.


Saiba que a leitura é uma atividade de lazer, mas é o único meio de entretenimento que fará muito bem para o seu cérebro e para o seu sucesso nos estudos. Ajudará a ter maior concentração e demandará que você se desligue de todas as outras atividades. Pode ter certeza, quando achar o seu livro certo você fará isso automaticamente. Buscará um local tranquilo e mergulhará na leitura. Fará um bem enorme para o seu cérebro e terá um estudo mais produtivo.

4. Estude sozinho

Calma, eu sei que você sempre ouviu dizer que grupos de estudos ajudam. Eles ajudam os alunos que sabem estudar sozinhos. O estudo deve ser solitário, dedicado, em local arejado, organizado e silencioso.


Nesse momento de estudo solitário você deve colocar em prática todas as técnicas que puder experimentar, criar resumos das aulas que assistiu e executar os exercícios aplicados sobre essas aulas. Entenda que para as ciências humanas (História, Geografia, Sociologia e Filosofia) é necessário o uso de resumos e mapas mentais. Já disciplinas das ciências exatas (Matemática, Física e Química) só se estuda e aprende aplicando exercícios.


Comece sempre pelos exercícios mais fáceis e depois vá crescendo o nível de dificuldades até chegar às questões que poucos resolvem. Saiba que nas aulas que você tem na escola, no cursinho ou na faculdade, se for um aluno aplicado conseguirá entender o que o professor fala, mas isso não significa que você aprendeu.


O aprendizado só acontece quando se estuda sozinho. Espero que compreenda a diferença entre entender o que o professor está ensinando e ser capaz de aprender de fato o que ele ensinou. O estudo solitário, em silêncio e organizado trará uma transformação para os seus resultados.


5. Aprenda a estudar de forma ativa

Essa questão é um desdobramento do tópico anterior. É necessário que você seja o protagonista no momento do seu estudo. Você precisa anotar, exclusivamente no papel, o seu estudo. É contraditório, pois está lendo isso através das redes digitais, mas para o sucesso dos seus estudos você deve voltar para o modelo analógico. Nada contra as aulas online, eu mesmo fiz uma pós-graduação voltada para a EAD – Educação à Distância.


Acho que você já entendeu que a aula pode ser no formato online, mas para aprender será necessário dispor de um caderno (papel), caneta, lápis, borracha e tempo.

Ser ativo demanda da sua capacidade de realizar suas atividades. Faça seus resumos da aula apenas depois da aula. Aproveite toda a aula que você está assistindo. Faça sim suas anotações, palavras chaves e o que o seu professor colocar no quadro. Realize as atividades de aula, mas deixe para o momento de casa para executar os seus estudos.


Tudo deve ser feito no papel, isso novamente dirá para o seu cérebro que a informação é importante. Anotar as coisas sem o uso do lápis ou caneta retira de você a ferramenta da escrita. Anotar no smartphone ou no computador não substitui as anotações manuscritas, que treinam o seu cérebro e aumentam a sua concentração. Lembre-se: esteja off-line.


6. Estude menos, mas estude com qualidade

Acho que isso era tudo que você queria ouvir. Estude menos! É isso mesmo, estude pouco, mas estude com qualidade. Ser produtivo nos estudos não quer dizer exatamente que você estude 6 horas por dia. É melhor estudar 1 hora por dia com qualidade do que estudar por longas horas com várias interrupções.


Já tratei disso quando falei sobre estar off-line. Veja que você precisa de foco. Para ter foco é necessário ter o objetivo e o planejamento correto e executá-lo. Portanto, faça isso, organize seu cronograma semanal de estudo. Tenha uma agenda e descreva ali os horários diários dos seus compromissos.


Descubra a partir disso qual é o melhor horário para se dedicar ao seu estudo. Cumpra esse horário diário, crie essa rotina e inclua junto desse seu planejamento um horário de leitura para aproveitar que está num local e momento silencioso. Fica a dica!


7. Compartilhe seu conhecimento

Agora sim, depois de ter executado as seis primeiras dicas você já deve ter melhorado a sua produtividade, então, chegou o momento de compartilhar o que aprendeu. Você já pensou como o seu professor sabe tanta coisa? Como ele não precisa ter anotações para explicar a aula? Sabe o segredo?


O seu professor estudou o conteúdo que ele está te passando, no entanto, enquanto ele ensina, ele também aprende. Percebemos que quando o professor está dando aquela aula pela primeira vez, a insegurança é grande. Após ter compartilhado aquele conhecimento por várias vezes o seu professor já não precisa de anotações, resumos, e mapas mentais. Ele já consegue explicar, pois domina aquele conteúdo.

Você pode fazer o mesmo, procure andar com pessoas que também estudam e saibam aproveitar o conhecimento para ajudar os outros. Cada estudante terá uma matéria que tem mais facilidade e aquelas que têm mais dificuldade. A dica é que você deve reforçar aquilo que já sabe ensinando seus colegas e deixando que eles te ensinem o que sabem.


Essa troca pode vir no que chamam de “grupo de estudos”, mas troque essa palavra por grupo de conhecimento, grupo de questões, pois nesse momento você não estará necessariamente estudando. Lembre-se que o estudo precisa ser solitário e off-line. Agora é apenas o momento de compartilhar aquilo que aprenderam.


Espero que esse texto conduza você para uma vida de estudos mais produtiva. Após aplicar essas dicas por mais de uma semana, você conseguirá manter o foco. Esse será o momento de você voltar aqui e deixar o seu relato de como tem sido sua experiência. Conte com a Plataforma Nós!

20 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo